Home » Remédios mais Usados » Remédio para Micose de Unha – Spray e Comprimido

Remédio para Micose de Unha – Spray e Comprimido

Os melhores remédios para micose de unha de pé e nas mãos são a Terbinafina, Lakesia em spray, Itraconazol, Griseofulvina e Fluconazol. Os remédios para micose nas unhas (onicomicose) em forma de comprimido são mais eficazes que os cremes.

O tratamento da micose de unha dura, em média, de 6 a 12 semanas, mas em alguns casos esse tempo pode chegar a até 1 ano! A melhora visível das lesões superficiais das unhas pode demorar para surgir mesmo com o fim do tratamento medicamentoso, pois isso dependerá da regeneração natural da pele e do crescimento da unha.

Leia também:

Lakesia em spray para micose de unha

O remédio para micose de unha Lakesia trata lesões superficiais. É composto por iodo, iodeto de potássio, ácido salicílico, ácido benzoico e tintura de benjoim. Todas essas substâncias unidas conferem ao remédio propriedades antimicrobiana, antifúngica, antisséptica e esfoliante.

Lakesia deve ser aplicado nas áreas afetadas 2 a 3 vezes ao dia. Apenas na primeira aplicação do dia é preciso lixar as unhas antes (lembrando de jogar fora a lixa utilizada). Nas demais aplicações diárias o remédio deve ser aplicado sem lixar as unhas. Siga o tempo de tratamento recomendado pelo seu médico.

Não aplique Lakesia em feridas abertas, em curativos oclusivos que fecham totalmente a ferida ou se tem alergia ao iodo. Se o remédio mudar de cor ou de cheiro, pare de utilizá-lo.

Alguns efeitos colaterais que podem surgir com o uso de Lakesia são unhas com tonalidade amarela durante o tratamento (mas que voltam a sua cor normal com o término do mesmo) e irritações em casos de alergia.

O preço de Lakesia varia de R$ 27 a R$ 42.

Terbinafina

O cloridrato de terbinafina é um dos remédios mais indicados para tratar a micose de unha. Pode ser encontrado com os nomes comerciais Ceremil, Tertop, Funtyl, Lamisil, Lamisilate e outros.

O mais indicado é utilizar a versão do remédio em comprimidos, formato que age de maneira bem mais eficaz. Para tratar a micose nas unhas dos pés e das mãos deve-se tomar 1 comprimido de 250 mg por dia durante 12 semanas.

O preço da versão em creme a 1% da Terbinafina varia de R$ 10 a R$ 20. Já o preço dos comprimidos genéricos (1 caixa com 28 unidades) gira em torno de R$ 60.

Gestantes e mulheres que estão amamentando não devem utilizar o medicamento, nem pacientes com insuficiências renal ou hepática graves. Pacientes com lúpus eritematoso sistêmico podem ter seu quadro agravado com o uso da terbinafina.

Seus efeitos colaterais podem incluir dor de cabeça, diarreia, reações alérgicas na pele, dor estomacal ou azia, alterações no paladar e falta de apetite, enjoos, alterações na visão e no olfato, depressão, perda de peso e efeito tóxico ao fígado.

Itraconazol

O tratamento com Itraconazol para curar a micose nas unhas dos pés e mãos é prolongado. Deve-se tomar 2 cápsulas de 100 mg uma vez ao dia durante 3 meses.

No entanto, a melhora das lesões superficiais nas unhas dos pés acometidas pela infecção acontece com o tempo, a partir do processo natural de regeneração da pele que pode durar de 6 a 9 meses após o final do tratamento com Itraconazol.

preço de Itraconazol varia de R$ 9 a R$ 65, a depender do formato do remédio.

Griseofulvina

O antimicótico griseofulvina é utilizado em forma de comprimidos para tratar a onicomicose, tomados sempre após as refeições.

Para adultos recomenda-se a dose de 500 mg por dia em dose única ou fracionada. Em casos mais graves a dose poderá ser duplicada, sempre sob orientação e acompanhamento médico.

O tratamento com Griseofulvina pode durar até mesmo 1 ano em casos de infecções mais resistentes.

Fluconazol

Fluconazol é um dos antifúngicos mais conhecidos e utilizados, principalmente para tratar a candidíase, mas que também é indicado para tratar onicomicoses.

Para as micoses que afetam a pele e as unhas a dose geral de Fluconazol recomendada é de 1 comprimido de 150 mg por semana, durante 2 a 4 semanas.

Seu preço gira em torno de R$ 6.

Atualizado em: 16/05/2018 na categoria: Remédios mais Usados