Home » Anticoncepcionais » Microvlar – Anticoncepcional

Microvlar – Anticoncepcional

Microvlar age impedindo a ovulação e diminuindo em 99% as chances de uma mulher engravidar. É um anticoncepcional composto por levonorgestrel e etinilestradiol.

É vendido em cartelas com 21 comprimidos (pausa de 7 dias), para uso oral e adulto.

Indicações

O uso de Microvlar é indicado para mulheres que mantém relações sexuais mas não pretendem engravidar. É um contraceptivo oral que deve ser tomado diariamente, mas como todo anticoncepcional, ele não é 100% eficaz.

Como Tomar/Dosagem

  • Você deve iniciar o uso de Microvlar no primeiro dia da menstruação;
  •  Microvlar deve ser usado de acordo com o horário em que você iniciou o tratamento. O correto é tomar 1 comprimido por dia, de preferência sempre no mesmo horário;
  • Depois de terminar os 21 comprimidos, dê uma pausa de 7 dias (nesse período provavelmente ocorrerá um sangramento por privação de hormônios – não é menstruação!);
  • No 8º dia é só iniciar uma nova cartela. mesmo que você não tenha sangrado ou que ainda esteja sangrando!

Contraindicações

Não use Microvlar na presença de:

  • Alergia aos componentes da fórmula do medicamento;
  • Suspeita ou confirmação de gravidez;
  • Enxaqueca com aura;
  • Sangramento vaginal sem explicação;
  • Trombose grave;
  • Câncer de útero, ovários ou mamas;
  • Embolia pulmonar (coágulo no pulmão);
  • Infarto;
  • AVC (derrame cerebral);
  • AIT (acidente isquêmico transitório);
  • Dor no peito;
  • Risco de desenvolver trombose arterial ou venosa;
  • Diabetes melitus com comprometimento de veias;
  • Doença grave no fígado.

Efeitos Colaterais/Reações Adversas Mais Comuns

Os efeitos colaterais mais comuns que podem surgir com o uso de Microvlar são:

  • Enjoo;
  • Vômitos;
  • Diarreia;
  • Dor, sensibilidade e aumento dos seios;
  • Ganho de peso;
  • Dor no abdômen;
  • Dor de cabeça;
  • Enxaqueca;
  • Depressão;
  • Inchaço;
  • Diminuição do desejo sexual;
  • Erupção cutânea e urticária.

Gravidez e Lactação

Não tome Microvlar e nenhum outro anticoncepcional durante a gravidez e amamentação. Ele pode causar malformações ao bebê e passar para o leite materno.

Composição

Cada drágea de Microvlar contém:

  • 0,15 mg de levonorgestrel, 0,03 mg de etinilestradiol e excipientes – lactose, amido, povidona, talco, estearato de magnésio, sacarose, macrogol, carbonato de cálcio, glicerol, dióxido de titânio, pigmento de óxido de ferro amarelo e cera montanglicol.

Preço

Os preços de Microvlar variam entre R$ 6 e R$ 8.


Microvlar Engorda?

Microvlar pode sim dar a sensação de que a paciente está engordando, pois ele pode aumentar a retenção de líquidos e fazer com que a paciente inche, mas isso não tem nada a ver com o índice de gordura corporal de cada um.

Ao ver isso, podemos perceber que nenhum medicamento faz com que o paciente engorde realmente. Alguns podem fazer com que a pessoa sinta mais fome, mas ela só irá engordar se ela ingerir alimentos calóricos.

Microvlar Causa Trombose?

Usar Microvlar, assim como usar qualquer outro anticoncepcional à base de levonorgestrel e etinilestradiol, aumenta o risco de desenvolver tromboses em 150% . Essas pílulas mais antigas feitas à base desses dois hormônios são muito utilizadas, principalmente no SUS.

As pílulas mais novas, principalmente as que são feitas com etinilestradiol e gestodeno, drospirenona, desogestrel ou ciproterona aumentam o risco da paciente desenvolver tromboses em 300%.

Na verdade, não existem contraceptivos orais que não ofereçam o risco de desenvolver tromboses.

Microvlar é Seguro?

Se usado de forma correta, ou seja, todos os dias e sempre nos mesmos horários, Microvlar é seguro. Mas se a paciente esquecer de tomar ou não tomar da forma correta, o risco de gravidez é maior.

Na verdade, todo anticoncepcional é seguro se tomado da forma correta.

Atualizado em: 31/05/2017 na categoria: Anticoncepcionais