Para que Serve o Ácido Acetilsalicílico?

O ácido acetilsalicílico é um anti-inflamatório que serve para tratar a dor, a febre e doenças cardiovasculares. O ácido acetilsalicílico de 100 mg e 500 mg é um medicamento isento de prescrição médica, mas não deve ser utilizado sem orientação médica por mais de 3 ou 5 dias seguidos pelo risco de sangramentos.

Para que serve o Ácido Acetilsalicílico?

Confira o que é o ácido acetilsalicílico e todas as suas indicações, incluindo o tratamento do pós-infarto, como a substância age e quais são os medicamentos de referência no vídeo abaixo:

Alguns medicamentos conhecidos que possuem o ácido acetilsalicílico em suas fórmulas são: Coristina D e Melhoral (antigripais) e Doril Enxaqueca.

Como tomar?

Os comprimidos de ácido acetilsalicílico devem ser tomados preferencialmente após as refeições, com bastante líquido para evitar danos ao estômago.

Comprimidos de 500 mg:

  • Adultos: 1 a 2 comprimidos, a cada 4 a 8 horas (a dose máxima diária é de 8 comprimidos);
  • A partir de 12 anos: 1 comprimido, até 3 vezes por dia, a cada 4 a 8 horas.

Efeitos colaterais

Os efeitos colaterais mais comuns do ácido acetilsalicílico são enjoo, vômito e dor gástrica. Cerca de 70% dos pacientes podem desenvolver sangramentos internos ocultos.

O tratamento prolongado pode causar úlcera no estômago e salicilismo, com sintomas como zumbido nos ouvidos, dor de cabeça, tontura e confusão mental.

Também pode ocorrer:

  • Ativação da úlcera com sangramento durante o tratamento (principalmente quando ingerido junto com álcool);
  • Insuficiência renal (mais comum em pacientes que já sofrem de doença renal);
  • Anemia (mais raramente).

Nas mulheres grávidas, o ácido acetilsalicílico atravessa a placenta facilmente, tornando o trabalho de parto mais longo quando usado no fim da gestação.

Em crianças com influenza viral ou varicela pode causar Síndrome de Reye, uma condição rara, porém grave, por isso o uso do ácido acetilsalicílico até os 12 anos de idade só deve ser feito quando prescrito pelo médico.

Contraindicações

O uso do ácido acetilsalicílico é contraindicado para:

  • Pacientes alérgicos a qualquer componente de sua fórmula ou a qualquer outro salicilato;
  • História de asma induzida pelo uso de salicilatos ou outros AINEs, como o ibuprofeno;
  • Pacientes com úlceras no estômago ou intestino e diátese hemorrágica;
  • Crianças com gripe (influenza viral) ou catapora (varicela);
  • Pacientes com qualquer doença hemorrágica (que provoca sangramentos) ou com riscos de desenvolver sangramentos;
  • Mulheres grávidas, principalmente no último trimestre da gestação;
  • Pacientes com insuficiência cardíaca, renal ou do fígado graves;
  • Pacientes que utilizam o metotrexato em doses iguais ou maiores que 15 mg por semana;
  • Junto com medicamentos anticoagulantes quando for utilizado para tratar inflamações, dores ou febre.

Interações medicamentosas

O uso do ácido acetilsalicílico com outros AINEs pode aumentar o risco de sangramentos. Quando utilizado junto com o paracetamol por tempo prolongado, pode causar doenças renais.

O ácido acetilsalicílico potencializa o efeito dos anticoagulantes orais, do anti-inflamatório naproxeno, do antibiótico penicilina, da tiroxina, sulfonilureia, tri-iodotironina, fenitoína e probenecida.

A ingestão junto com o álcool não é recomendada porque aumenta o risco de sangramento gastrintestinal.

As substâncias que deixam a urina mais ácida, como o ácido ascórbico (vitamina C), fosfato sódico ou potássico e o cloreto de amônio aumentam os níveis do ácido acetilsalicílico no organismo, enquanto os glicocorticoides aumentam a sua eliminação, por isso as doses devem ser ajustadas.

Preço

A caixa do ácido acetilsalicílico na versão genérica com 30 comprimidos de 100 mg ou com 20 comprimidos de 500 mg custa entre R$5,00 e R$10,00.

Atualizado em: 28/03/2022 na categoria: Analgésicos, Anti-inflamatórios, Antitérmicos

Would you like to receive notifications on latest updates? No Yes