Ácido Fólico Causa Câncer?

A relação do ácido fólico com o câncer é controversa. Um estudo publicado em 2013 pelo The Lancet, demonstra que a ingestão de ácido fólico não aumenta ou diminui as chances de um paciente desenvolver qualquer tipo de câncer, embora uma boa parte de outros estudos relacionados à essa questão aponte o contrário.

Assistir esse vídeo no YouTube.

O ácido fólico é a forma sintética do folato, a forma natural da vitamina B9 que protege contra o câncer de mama e de próstata e é essencial ao organismo para que os tecidos nervosos e cerebrais se desenvolvam corretamente. Estudos já demonstraram que, apesar do folato ser benéfico, a ingestão do ácido fólico pode ser maléfica em pessoas que possuem dificuldade em converter a forma sintética na forma natural.

Ácido fólico e câncer colorretal

Tratando-se do câncer colorretal, que afeta o intestino grosso e o reto, estudos já demonstraram que o ácido fólico é eficaz na sua prevenção, mas que pode acelerar a progressão de um tumor maligno se ele já estiver no local.

Outro estudo que foi premiado pela Ganep Nutrição Humana em 2013, realizado pela nutricionista Ariana Ferrari, constatou que 11% dos pacientes em pré-tratamento do câncer colorretal analisados apresentavam altas doses de folato no sangue, mas que ainda não é possível afirmar que a ingestão de altas doses do ácido fólico possui relação com a doença. 

Leia também:

Ácido fólico e câncer de próstata

Um estudo conduzido pela University of Southern California (USC), apoiado, inclusive, pelo Instituto Nacional do Câncer, afirma, também, que o ácido fólico aumenta as chances de câncer de próstata em pacientes de risco.

Ácido fólico e câncer de mama

Ainda há dados de 2009 do European Journal of Gastroenterology & Hepatology e no American Journal of Clinical Nutrition que apontam que a ingestão de ácido fólico aumenta as chances de câncer de mama em 30%.

Diante de tantos estudos que demonstraram um resultado negativo, alguns nutricionistas e médicos passaram a não mais recomendar a ingestão de ácido fólico e sim a ingestão do folato em sua forma natural5-MTHF (5 metil tetra hidro folato).

Acima de qualquer evidência positiva ou negativa, o ácido fólico e qualquer outro suplemento alimentar não deve ser tomado sem orientação médica. Na dúvida, consulte sempre a opinião de especialistas na área.

Atualizado em: 17/04/2019 na categoria: Dúvidas sobre Remédios, Vitaminas