Klaricid – Antibacteriano

Klaricid é um medicamento cuja substância ativa tem propriedade antibacteriana. É apresentado ao mercado em forma de grânulos para suspensão pediátrica.

Indicações

O uso de Klaricid é indicado para o tratamento de infecções bacterianas causadas por micro-organismos sensíveis a sua ação, tais como:

  • Infecções de vias aéreas superiores e inferiores;
  • Infecções de pele e tecidos moles;
  • Infecções bucais;
  • Infecções disseminadas ou localizadas produzidas por microbactérias;
  • Prevenção de infecção por MAC (Mycobacterium avium complex) em pacientes infectados pelo HIV, com contagem de linfócitos CD4 menor ou igual a 100/mm 3;
  • Erradição do H. pylori, em associação com lansoprazol e amoxicilina.

Como Tomar/ Dosagem

Preparo da suspensão: acrescente água filtrada ao frasco até a marca indicada pela flecha no rótulo e agite bem. Acrescente água filtrada novamente até que o volume do frasco atinja mais uma vez a marca indicada pela flecha e agite até a obtenção de uma suspensão homogênea.

Para crianças de 6 meses a 12 anos: 7,5 mg/kg de peso corporal, a cada 12 horas. O tratamento dura em tornos de 5 a 10 dias.

Contraindicações

O uso de Klaricid é contraindicado nos seguintes casos:

  • Pacientes que apresentam hipersensibilidade aos antibióticos macrolídeos e a quaisquer componentes da fórmula;
  • Administração concomitante com astemizol, cisaprida, pimozida, terfenadina e ergotamina ou diidroergotamina.

Efeitos Colaterais/Reações Adversas Mais Comuns

  • Disfunção hepática – aumento de enzimas hepáticas, hepatite colestática e/ou hepatocelular, com ou sem icterícia;
  • Colite pseudomembranosa;
  • Prolongamento de intervalos QT;
  • Taquicardia ventricular;
  • Glossite;
  • Estomatite;
  • Monilíase oral;
  • Descoloração da língua e dos dentes;
  • Reações alérgicas – urticária e erupções cutâneas leves, até anafilaxia, síndrome de Stevens-Johnson e necrólise epidérmica;
  • Tontura;
  • Vertigens;
  • Ansiedade;
  • Insônia;
  • Pesadelos;
  • Zumbidos;
  • Confusão;
  • Desorientação;
  • Alucinação;
  • Psicose;
  • Despersonalização;
  • Perda auditiva com claritromicina reversível;
  • Nefrite intersticial;
  • Toxicidade por colchicina quando administrada concomitantemente com claritromicina, com ocorrência de óbitos.

Gravidez e Lactação

Klaricid não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista. A claritromicina é excretada pelo leite materno e sua segurança durante a amamentação ainda não foi estabelecida.

Composição

  • Após o preparo de Klaricid, a suspensão conterá: claritromicina (substância ativa em quantidade descrita na embalagem) e excipientes – ácido cítrico, dióxido de titânio, sacarose, sorbato de potássio, goma xantana, maltodextrina, sabor ponche frutas, sílica gel e água.

Preço

Os preços de Klaricid variam entre R$ 48 e R$ 150.

Atualizado em: 20/03/2017 na categoria: Antibacterianos, Antibióticos