Home » Remédios mais Usados » Remédio para Parar de Beber – 4 Mais Utilizados

Remédio para Parar de Beber – 4 Mais Utilizados

Os remédios para parar de beber utilizados no tratamento do alcoolismo são Dissulfiram (Antietanol), Naltrexona (Revia), Acamprosato (Campral) e Topiramato. O remédio para deixar de beber age no sistema nervoso, diminuindo a sensação prazerosa que o álcool causa e a vontade de beber, prolongando os dias de abstinência do paciente.

É válido ressaltar que todos os remédios para parar de beber só podem ser utilizados quando prescritos pelo médico como parte de um tratamento multifatorial que envolve, principalmente, acompanhamento psicológico.

Dissulfiram

O Dissulfiram, cujo nome comercial é Antietanol, é o remédio mais utilizado para tratar o alcoolismo crônico e fazer o paciente parar de beber. O remédio visa a prevenção da ingestão de bebidas alcoólicas, pois provoca efeitos colaterais desagradáveis quando o paciente as ingere durante o tratamento.

O paciente deve estar ciente, ao iniciar o tratamento, que a ingestão de álcool ou mesmo o uso de produtos cosméticos que contenham álcool, como loções de barbear, podem resultar em reações adversas de gravidade variada, a depender do organismo de cada paciente.

O uso do Dissulfiram é contraindicado para pessoas que ingeriram bebidas alcoólicas, paraldeído ou metronidazol nas 24 horas anteriores. Os efeitos colaterais que podem surgir com o consumo de álcool incluem queda da pressão arterial, batimentos cardíacos acelerados, enjoos, vômito, confusão mental, fraqueza, rubor, transpiração excessiva e dor de cabeça.

Outros nomes comerciais do Dissulfiram incluem Antabuse e Sarcoton. Seu preço gira em torno de R$ 9,00 (cartela com 20 comprimidos).

O modo de tomar geralmente recomendado é de 2 comprimidos por dia, em dose única, por 2 semanas. Depois desse período a dose pode ser diminuída para 1 comprimido por dia, de acordo com a orientação médica.

Naltrexona

A naltrexona age bloqueando o efeito de substâncias opioides no cérebro e também é utilizada para tratar o alcoolismo. O tratamento só deve ser iniciado quando o paciente não apresentar qualquer substância tóxica no organismo por, no mínimo, 7 dias. A dose geralmente recomendada do remédio é de 50 mg por dia, por até 12 semanas.

Seus efeitos colaterais mais comuns incluem enjoo e vômito, insônia, ansiedade, nervosismo, irritabilidade, dor no abdômen, fraqueza muscular, dor de cabeça, perda de apetite, diarreia, prisão de ventre, sede e energia aumentadas, depressão, tonturas, exantema cutâneo, demora para ejacular, diminuição da potência sexual e calafrios.

Os nomes comerciais da Naltrexona são Revia e Uninaltrex. Seus preços variam de R$ 270,00 a R$ 336,00.

Acamprosato

O acamprosato tem como nome comercial Campral. Ele atua diretamente no sistema nervoso, reduzindo o efeito prazeroso que o álcool causa no organismo. Seu preço gira em torno de R$ 70.

A dose geralmente recomendada do remédio varia de acordo com o peso do paciente. Adultos com menos de 60 kg devem tomar 2 comprimidos pela manhã, 1 pela tarde e outro pela noite, enquanto adultos com 60 kg ou mais devem tomar 2 comprimidos pela manhã, 2 pela tarde e mais 2 pela noite.

Recomenda-se a ingestão do remédio juntamente com as principais refeições.

Topiramato

O topiramato tem como indicação principal o tratamento da epilepsia, mas também se mostrou eficaz para combater o alcoolismo e, inclusive, o tabagismo. Ele reduz a vontade de beber e também ajuda o paciente a se manter mais dias em abstinência.

O preço do Topiramato pode varia de R$ 18 a R$ 79.

Atualizado em: 08/08/2018 na categoria: Remédios mais Usados