Home » Benzodiazepínicos » Bula de Rivotril – Gotas e Comprimido

Bula de Rivotril – Gotas e Comprimido

Rivotril (clonazepam) em gotas, sublingual ou comprimidos de o,5 ou 2 mg serve para tratar transtornos de ansiedade, convulsões, insônia e distúrbios mentais. O preço de Rivotril varia de R$ 4 a R$ 16.

Rivotril é um remédio benzodiazepínico: possui efeitos anticonvulsivante, sedativo, hipnótico, relaxante muscular e ansiolítico. Ele é tarja preta, age diretamente no sistema nervoso e pode causar dependência. Só é possível comprar Rivotril com receita médica.

Leia também:

Para que serve Rivotril?

A bula de Rivotril traz as seguintes indicações:

  • Crises de epilepsia (mioclônicas, acinéticas, ausências típicas – pequeno mal, e atípicas – síndrome de Lennox-Gastaut);
  • Espasmos infantis – Síndrome de West (como segunda via de tratamento);
  • Crises epilépticas clônicas – grande mal, parciais simples, complexas e tônico-clônico generalizadas (como terceira via de tratamento);
  • Ansiedade em geral, Distúrbio do pânico (crises de desespero e medo) e Fobia social (medo e desconforto em ambientes cheios ou para falar em público);
  • Tratamento da mania no transtorno afetivo bipolar;
  • Depressão maior (auxilia no tratamento da depressão com ansiedade e na fase inicial da depressão);
  • Acatisia;
  • Síndrome das pernas inquietas;
  • Vertigem e sintomas causados por distúrbios do equilíbrio;
  • Síndrome da boca ardente.

Rivotril para dormir

Rivotril também é prescrito para dormir, já que possui efeito sedativo e tranquilizante e tem a sonolência como um de seus principais efeitos colaterais.

Posologia de Rivotril

Os comprimidos de Rivotril devem ser engolidos com um pouco de líquido não alcoólico. As gotas não devem ser administradas diretamente na boca, mas dissolvidas em um pouco de líquido antes do consumo.

Tensão e ansiedade em geral:

  • 0,25 mg a 4,0 mg, 3 vezes ao dia.

Depressão associada a antidepressivos:

  • 0,5 a 6,0 mg por dia.

Epilepsia:

  • Em adultos: dose inicial de 1,5 mg, 2 ou 3 vezes ao dia. A dose pode aumentar com a indicação médica. Não exceder 20 mg diários;
  • Em crianças de até 10 anos ou com até 30 kg: dose inicial de 0,01 a 0,03 mg por quilo de peso, 2 ou 3 vezes ao dia. Não exceder 0,05 mg por dia;
  • Crianças de 10 a 16 anos: dose inicial de 1,5 mg, 2 ou 3 vezes por dia.

Transtorno afetivo bipolar:

  • 1,5 mg a 8 mg, 2 ou 3 vezes ao dia.

Distúrbio do pânico em adultos:

  • 0,5 mg, 2 vezes ao dia.

Fobia social:

  • 0,25 mg a 6,0 mg, 3 vezes ao dia.

Síndrome das pernas inquietas:

  • 0,5 mg a 2,0 mg por dia.

Distúrbios do equilíbrio:

  • 0,5 mg a 1,0 mg, 2 vezes ao dia. Não exceder 1 mg por dia.

Síndrome da boca ardente:

  • 0,25 a 6,0 mg por dia.

OBS.: Todas as doses devem ser prescritas e modificadas pelo médico de acordo com as necessidades de cada paciente.

Efeitos colaterais de Rivotril

Os efeitos colaterais de Rivotril, excluindo as reações adversas pós-comercialização, são:

  • Sonolência;
  • Enjoo;
  • Infecção no nariz, gripe e sinusite;
  • Dor de cabeça e sensação de cabeça leve;
  • Cansaço e irritabilidade;
  • Insônia (quando o tratamento já é feito há muito tempo);
  • Perda do equilíbrio, coordenação anormal e falta de coordenação motora;
  • Depressão;
  • Concentração prejudicada.

Rivotril engorda? Emagrece?

Rivotril pode engordar e emagrecer, pois tanto o ganho como a perda de peso estão incluídos em sua bula como efeitos colaterais relatados após comercialização.

Rivotril mata?

O abuso de drogas utilizadas para tratar distúrbios psiquiátricos da classe das benzodiazepinas, como Rivotril, está associado a uma taxa de mortalidade maior do que a causada por drogas ilícitas, segundo um estudo científico realizado por pesquisadores do Centro de Excelência em HIV e da Universidade de Vancouver. O uso contínuo dos benzodiazepínicos também pode aumentar o risco de infecção por Hepatite C.

Contraindicações

A administração de Rivotril é contraindicada em casos de:

  • Alergia aos componentes do remédio ou a qualquer outro benzodiazepínico;
  • Insuficiência respiratória ou hepática graves;
  • Glaucoma agudo de ângulo fechado.

Em pacientes com glaucoma de ângulo aberto Rivotril só poderá ser administrado se o tratamento estiver em dias.

Gravidez e lactação

Rivotril só deve ser usado em mulheres grávidas com ordem do médico. Rivotril não é indicado na amamentação.

Composição

  • Solução oral de 2,5 mg/ml (1 gota = 0,1 mg ; 1 ml = 25 gotas): 2,5 mg/ml de clonazepam (princípio ativo) e excipientes – sacarina sódica, ácido acético, propilenoglicol, essência de pêssego;
  • Comprimidos de 0,5 mg: 0,5 mg de clonazepam e excipientes – lactose, amido de milho, amido pré-gelatinizado, óxido de ferro amarelo, óxido férrico, talco e estearato de magnésio;
  • Comprimidos de 2,0 mg: 2 mg de clonazepam e excipientes – lactose, amido pré-gelatinizado, estearato de magnésio e celulose microcristalina.

Laboratório: Produtos Roche Químicos e Farmacêuticos S.A.

Atualizado em: 29/06/2018 na categoria: Benzodiazepínicos