Home » Anticoncepcionais » Yasmin – Anticoncepcional

Yasmin – Anticoncepcional

Yasmin é um anticoncepcional que combina dois hormônios em sua fórmula – drospirenona e etinilestradiol. É vendido em cartuchos com 1 ou 3 cartelas com calendários, cada uma contendo 21 ou 28 comprimidos – nas cartelas de 28 comprimidos, 7 deles são inativos.

Indicações

Yasmin é indicado como um contraceptivo oral – para evitar a gravidez. Além disso, também proporciona outros benefícios, como:

  • Acaba com a retenção de líquido causada por problemas hormonais;
  • Combate as espinhas;
  • Diminui a quantidade da menstruação e o risco de anemia;
  • Acaba com a cólica menstrual.

Ainda previne doenças como:

  • Doença benigna da mama;
  • Cistos nos ovários;
  • Infecções na pélvis;
  • Gravidez ectópica (fora do útero);
  • Câncer do endométrio (tecido que reveste o interior do útero);
  • Câncer dos ovários.

Como Tomar/Dosagem

Yasmin – Cartela com 21 comprimidos

  • Quando for começar a primeira cartela de Yasmin, tome o primeiro comprimido no primeiro dia da menstruação;
  • Tome 1 comprimido todos os dias com um pouco de água, seguindo as setas, no mesmo horário, durante 21 dias;
  • Dê uma pausa de 7 dias – nesse período você poderá ter um sangramento por privação de hormônios (não é menstruação como muitas mulheres pensam);
  • Comece outra cartela no oitavo dia, mesmo que não tenha sangrado ou que ainda esteja com o sangramento.

Yasmin – Cartela com 28 comprimidos

  • Tome 1 comprimido de Yasmin todos os dias, com um pouco de água, seguindo corretamente as setas, no mesmo horário, por 28 dias;
  • O sangramento também pode ocorrer, já que os 7 últimos comprimidos tomados são inativos (indicados pela cor branca);
  • Comece outra cartela seguindo o mesmo esquema.

Contraindicações

Não use Yasmin na presença de:

  • Alergia a qualquer componente da fórmula do medicamento;
  • Gravidez confirmada ou suspeita;
  • Enxaqueca com aura (que possui sintomas visuais);
  • Sangramento vaginal ainda não diagnosticado;
  • Diabetes melitus com comprometimento de veias;
  • Infarto do miocárdio;
  • Derrame;
  • Trombose venosa profunda (coágulo sanguíneo na veia);
  • Câncer no aparelho reprodutor e nas mamas;
  • Embolia pulmonar (coágulo sanguíneo no pulmão);
  • Doença grave no fígado;
  • Tumores hepáticos benignos ou malignos (no fígado);
  • AIT (acidente isquêmico transitório);
  • Angina pectoris (dor no peito);
  • Risco de desenvolver trombose arterial ou venosa.

Efeitos Colaterais/Reações Adversas Mais Comuns

  • Enxaqueca;
  • Enjoos;
  • Dor nos seios;
  • Alterações repentinas do humor;
  • Depressão;
  • Diminuição ou até mesmo perda da libido;
  • Sangramento no útero ou em qualquer outra parte do aparelho reprodutor.

Atenção, mulheres! Como se sabe, nenhum método contraceptivo é 100% eficaz, então há chances de engravidar mesmo tomando Yasmin.

Gravidez e Lactação

Yasmin não deve ser tomado se você suspeita ou tem certeza que está grávida, assim como qualquer outro anticoncepcional. Também não é recomendado durante a amamentação, pois pode afetar o bebê.

Composição

Yasmin – Cartela com 21 comprimidos

Cada comprimido revestido contém:

  • 3 mg de drospirenona, 0,03 mg de etinilestradiol e excipientes – lactose, amido, povidona, estearato de magnésio, hipromelose, macrogol, talco, dióxido de titânio, pigmento de óxido de ferro amarelo.

Yasmin 21+7 (comprimidos inativos)

Cada comprimido revestido ativo (amarelo claro) contém:

  • 3 mg de drospirenona, 0,03 mg de etinilestradiol e excipientes – lactose, amido, povidona, estearato de magnésio, hipromelose, macrogol, talco, dióxido de titânio, pigmento de óxido de ferro amarelo.

Cada comprimido revestido inativo (branco) contém:

  • Excipientes – lactose, amido, povidona, estearato de magnésio, hipromelose, talco, dióxido de titânio.

Preço

Os preços de Yasmin variam de R$ 6 a R$ 70.

Atualizado em: 20/03/2017 na categoria: Anticoncepcionais