Para que Serve a Oxandrolona?

A oxandrolona é um esteroide anabolizante que serve para tratar pacientes com má nutrição e distúrbios no crescimento, entre outras indicações. Como a oxandrolona aumenta a síntese proteica, ela também é utilizada, indevidamente, para promover o ganho de massa muscular rápido, podendo causar efeitos colaterais prejudiciais à saúde.

Para que serve a Oxandrolona?

No vídeo abaixo você confere todas as indicações da oxandrolona, o que é, como age no organismo, os efeitos colaterais masculinos e femininos, se ela a substância também serve para emagrecer e para eliminar a celulite:

É importante ressaltar que o uso da oxandrolona com fins estéticos é proibido. Este medicamento derivado da testosterona não pode ser vendido sem receita médica.

Efeitos colaterais

Os efeitos colaterais mais comuns durante o tratamento com a oxandrolona, principalmente quando utilizada com o objetivo estético de aumentar a massa muscular, incluem o surgimento de características sexuais secundárias masculinas nas mulheres, como o crescimento de pelos em locais incomuns (queixo e mamas) e o engrossamento da voz.

Também podem surgir irritação da bexiga, sensibilidade ou dor nas mamas, acne, ginecomastia (crescimento das mamas nos homens) e priapismo.

Mais raramente, quadros mais complicados podem se manifestar, como disfunção hepática, hipertrofia da próstata e leucemia, além de diminuição dos fatores de coagulação, aumento dos níveis de cálcio no sangue, diarreia e alterações da libido.

Como tomar

Para os tratamentos previstos na bula de oxandrolona, a dose recomendada para adultos é de 2,5 mg, por via oral, 2 a 4 vezes ao dia.

A dose máxima diária não deve ultrapassar 20 mg.

A dose recomendada pela bula para crianças é de 0,25 mg/kg por dia. Especialmente no tratamento da Síndrome de Turner, a dose diária deve ser de 0,05 a 0,125 mg/kg.

Siga sempre a prescrição médica.

Ciclo de Oxandrolona

Os ciclos de oxandrolona são feitos com o objetivo de ganhar massa muscular, secar (perder gordura) e definir a musculatura, devido ao seu efeito anabólico. O uso do medicamento para atingir esses objetivos é feito de forma indevida, sem orientação médica, podendo causar sérios danos à saúde.

Os ciclos são feitos com doses entre 50mg e 100mg por dia, durante 4 a 6 semanas, com esse período podendo chegar a 10 semanas ininterruptas. A ingestão é feita via oral, a oxandrolona não é injetável.

TPC Oxandrolona (Terapia pós-ciclo)

A TPC refere-se à terapia pós-ciclo feita após o uso da oxandrolona com o objetivo de minimizar os efeitos colaterais que surgiram durante o uso, como os danos ao fígado e a perda de libido, e de restabelecer a produção natural de testosterona pelo corpo para que a queda brusca desse hormônio após a finalização do ciclo não ocasione a perda parcial ou total da massa muscular adquirida.

Alguns medicamentos utilizados na terapia pós-ciclo pelas mulheres são o citrato de tamoxifeno e citrato de clomifeno, silimarina, e Tribulus terrestris. A gonadotrofina coriônica humana (hCG) também é utilizada para evitar a atrofia dos testículos.

Contraindicações

O uso da oxandrolona é contraindicada para pessoas alérgicas a qualquer componente de sua fórmula, para pessoas com câncer de mama disseminado ou câncer de próstata, com níveis elevados de cálcio no sangue, doenças hepáticas graves, inflamação nos rins e para mulheres grávidas.

Pacientes com doenças cardíacas, renais e hepáticas, diabetes mellitus, hipertrofia da próstata ou com histórico de doenças coronarianas só devem utilizar a oxandrolona sob orientação médica.

Atualizado em: 16/05/2022 na categoria: Hormonais, Remédios mais Usados

Would you like to receive notifications on latest updates? No Yes